/home/crp03/public_html/wp-content/themes/crp-03/single.php
Início  →  Notícias  →  CRP-03 chama a atenção para o posicionamento da Psicologia quanto à garantia dos direitos das pessoas cegas

CRP-03 chama a atenção para o posicionamento da Psicologia quanto à garantia dos direitos das pessoas cegas

No Dia Nacional da Pessoa Cega, 13 de dezembro, o Conselho Regional de Psicologia da Bahia – 3ª Região (CRP-03) chama a atenção para o posicionamento da Psicologia quanto à garantia dos direitos das pessoas cegas.
A data é oportuna para reiterar a necessidade de atuação de todas/os no enfrentamento ao capacitismo, sendo imprescindível ampliar o debate sobre a incidência de políticas públicas para Pessoas com Deficiência, principalmente, frente ao contexto pandêmico, que produz risco psicossocial a essas populações expostas às vulnerabilidades.

Repúdio ao Decreto da Política Nacional de Educação Especial

Em outubro deste ano, o CRP-03, em defesa dos direitos de pessoas com deficiência, publicou Nota de Repúdio ao Decreto da Política Nacional de Educação Especial
“Cogitar o processo de educação, onde indivíduos necessitam ser segregados pelas suas diferenças é regredir em todo o processo que a inclusão tem alcançado ao longo desses anos, visando cumprir o objetivo de buscar alcançar uma sociedade equitativa, justa e igualitária. Esse retrocesso não só acarretará danos para as pessoas com deficiência, mas também para a sociedade como um todo. Sabendo-se da importância do âmbito escolar para a potencialização dos sujeitos, torna-se indispensável frisar que tal decreto cria um muro entre crianças com ou sem deficiências no sentido desenvolvimental, uma vez que estabelecer uma estrutura separatista embutida no âmbito escolar faz com que as crianças não tenham as mesmas possibilidades de desenvolvimento, convívio com as diferenças e possibilidades de escolarização, o que reforça uma estrutura social ainda desigual”, diz trecho da Nota.

Skip to content