/home/crp03/public_html/wp-content/themes/crp-03-2023/single.php

Conselho inicia hoje campanha dos 16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres

Publicado em 25 novembro de 2021 às 19:31

Conselho inicia hoje campanha dos 16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres

O Conselho Regional de Psicologia da Bahia (CRP-03) inicia hoje (25) a campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres. A autarquia realizará ações sobre a temática e chama atenção para o papel da categoria neste enfrentamento. É necessário lembrar que um dos princípios do Código de Ética da/o Psicóloga/o orienta que a/o profissional deve trabalhar “visando promover a saúde e a qualidade de vida das pessoas e das coletividades e contribuirá para a eliminação de quaisquer formas de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão”.

A campanha dos 16 dias de ativismo surgiu em 1991, a partir da mobilização de ativistas no Instituto de Liderança Global das Mulheres, com o intuito de engajar sociedade civil e organizações na prevenção e eliminação da violência contra mulheres e meninas. Segundo a ONU Mulheres, as atividades começam no dia 25 de novembro, Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres e seguem até o Dia Internacional dos Direitos Humanos, comemorado em 10 de dezembro.

O assunto vem tomando espaço no cotidiano de brasileiros e brasileiras com informações alarmantes. Uma pesquisa realizada pelo Datafolha, em junho de 2021 e encomendada pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública aponta que as agressões dentro de casa aumentaram muito por conta da pandemia de COVID-19. O levantamento também informa que 17 milhões de mulheres sofreram violência física, psicológica ou sexual desde o ano de 2020. O panorama é global, mas é preciso buscar estratégias e implementar políticas de prevenção e apoio às vítimas.

No âmbito do Sistema Conselhos, o Centro de Referência Técnica em Psicologia e Políticas Públicas (Crepop) produziu a publicação Referências Técnicas para a Prática de Psicólogas/os em Programas de atenção à mulher em situação de Violência. “As referências construídas têm como base os princípios éticos e políticos norteadores do trabalho das/os psicólogas/os, possibilitando a elaboração de parâmetros compartilhados e legitimados pela participação crítica e reflexiva da categoria em programas de atendimento às mulheres”.

Destacamos também a Resolução do Conselho Federal de Psicologia nº 08/2020, publicada em julho do ano passado, que estabelece normas de atuação do exercício profissional em relação à violência de gênero.

O CRP-03 em movimento pela eliminação da violência contra a mulher!

Compartilhe este conteúdo nas redes

Mais Posts

Em defesa das crianças e das/os adolescentes

Entre 30 de abril e 03 de maio de 2024, foram publicadas, em canais de grande circulação no país, duas […]

CRP-03 Finaliza a Primeira Edição do CRP Itinerante de 2024

O último dia do primeiro CRP Itinerante de 2024, edição Barreiras, foi realizado durante a manhã deste domingo, 19. Além […]

Terceiro Dia do CRP Itinerante em Barreiras Dialoga com as Normativas do Sistema Conselho de Psicologia e Com as Implicações Ética da Psicologia nos Processos Eleitorais

O terceiro dia do CRP Itinerante edição Barreiras, realizado neste sábado, 18, abordou na sua oficina e nas suas palestras, […]

Assine nossa news

Faça o seu cadastro agora e receba o boletim
eletrônico do CRP-03 em seu e-mail.

Pular para o conteúdo