/home/crp03/public_html/wp-content/themes/crp-03/single.php
Início  →  Notícias  →  Conselho inicia hoje campanha dos 16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres

Conselho inicia hoje campanha dos 16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres

O Conselho Regional de Psicologia da Bahia (CRP-03) inicia hoje (25) a campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres. A autarquia realizará ações sobre a temática e chama atenção para o papel da categoria neste enfrentamento. É necessário lembrar que um dos princípios do Código de Ética da/o Psicóloga/o orienta que a/o profissional deve trabalhar “visando promover a saúde e a qualidade de vida das pessoas e das coletividades e contribuirá para a eliminação de quaisquer formas de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão”.

A campanha dos 16 dias de ativismo surgiu em 1991, a partir da mobilização de ativistas no Instituto de Liderança Global das Mulheres, com o intuito de engajar sociedade civil e organizações na prevenção e eliminação da violência contra mulheres e meninas. Segundo a ONU Mulheres, as atividades começam no dia 25 de novembro, Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres e seguem até o Dia Internacional dos Direitos Humanos, comemorado em 10 de dezembro.

O assunto vem tomando espaço no cotidiano de brasileiros e brasileiras com informações alarmantes. Uma pesquisa realizada pelo Datafolha, em junho de 2021 e encomendada pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública aponta que as agressões dentro de casa aumentaram muito por conta da pandemia de COVID-19. O levantamento também informa que 17 milhões de mulheres sofreram violência física, psicológica ou sexual desde o ano de 2020. O panorama é global, mas é preciso buscar estratégias e implementar políticas de prevenção e apoio às vítimas.

No âmbito do Sistema Conselhos, o Centro de Referência Técnica em Psicologia e Políticas Públicas (Crepop) produziu a publicação Referências Técnicas para a Prática de Psicólogas/os em Programas de atenção à mulher em situação de Violência. “As referências construídas têm como base os princípios éticos e políticos norteadores do trabalho das/os psicólogas/os, possibilitando a elaboração de parâmetros compartilhados e legitimados pela participação crítica e reflexiva da categoria em programas de atendimento às mulheres”.

Destacamos também a Resolução do Conselho Federal de Psicologia nº 08/2020, publicada em julho do ano passado, que estabelece normas de atuação do exercício profissional em relação à violência de gênero.

O CRP-03 em movimento pela eliminação da violência contra a mulher!

Skip to content