/home/crp03/public_html/wp-content/themes/crp-03/single.php
Início  →  Destaque Principal  →  Respeito e diálogo entre as religiões é o objetivo da data

Respeito e diálogo entre as religiões é o objetivo da data


21 de janeiro é o Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa. A data foi instituída pela  Lei Federal nº 11.635, de 27 de dezembro de 2007, em homenagem à Ialorixá baiana Gildásia dos Santos e Santos – conhecida como Mãe Gilda. A candomblecista sofreu perseguições, agressões e teve o seu terreiro invadido.

O objetivo deste dia é de promover o respeito e diálogo entre diversas religiões, mas o número de denúncias de casos relacionados à intolerância religiosa no Brasil vem aumentando significativamente. Religiões de matriz africana são as que sofrem mais perseguição. Somente na Bahia, o Centro de Referência de Combate ao Racismo e à Intolerância Religiosa Nelson Mandela atendeu 53 casos de racismo, 30 casos de intolerância e 11 casos correlatos no ano passado. 

É importante frisar que o Brasil é um país laico e lembrar que a Declaração Universal dos Direitos Humanos defende que todas as pessoas possuem direito à liberdade de pensamento, de consciência e de religião. 

A Psicologia também é laica. O Código de Ética Profissional do Psicólogo, disponível no site do Conselho federal de Psicologia (CFP), tem como um dos princípios: “O psicólogo baseará o seu trabalho no respeito e na promoção da liberdade, da dignidade, da igualdade e da integridade do ser humano, apoiado nos valores que embasam a Declaração Universal dos Direitos Humanos”.

Skip to content