/home/crp03/public_html/wp-content/themes/crp-03/single.php
Início  →  Notícias  →  Dia de Combate à Mortalidade Materna

Dia de Combate à Mortalidade Materna

O Dia Internacional de Luta pela Saúde da Mulher ficou definido durante o IV Encontro Internacional Mulher e Saúde, na Holanda, em 1984. A data foi criada com o intuito de fomentar discussões a respeito de ações necessárias para melhorar as condições de saúde da mulher, mais especificamente, das gestantes.

Aqui no Brasil, a Portaria Nº 663/94, do Ministério da Saúde instituiu o Dia Nacional da Redução da Mortalidade Materna. O documento prevê que avaliações sobre este cenário devem ser feitas, em todos os níveis, no Sistema Único de Saúde (SUS).

A pandemia do novo coronavírus impactou diretamente a saúde deste grupo. Segundo informações do Observatório Obstétrico Brasileiro Covid-19, o número de óbitos entre gestantes e puérperas pelo vírus, em 2021, já é maior do que o total do ano passado. Os dados revelam que nos primeiros quatro meses deste ano, já foram registradas 575 mortes por conta da doença, enquanto entre março e dezembro de 2020, o total foi de 456 óbitos.

É importante também destacar que, de acordo com relatório do Ministério da Saúde, 63% das mortes ocasionadas por complicações na gravidez são de mulheres negras, o que chama atenção para questões de maior vulnerabilidade, menor acesso aos serviços de saúde, além de outros desdobramentos relacionados à violência obstétrica.

Para a data, a Biblioteca do CRP-03 compartilha estratégia de busca com resultados no REFNET. Confira o link.
Baixe o arquivo aqui.

Confira também as dicas de leitura sobre o assunto: Estratégia de busca – 28 de maio – Dia de Combate à Mortalidade Materna.

 

Skip to content