/home/crp03/public_html/wp-content/themes/crp-03-2023/single.php

Debate sobre conjuntura política abre a I Mostra de Psicologia e Políticas

Publicado em 11 agosto de 2016 às 16:50

Debate sobre conjuntura política abre a I Mostra de Psicologia e Políticas

A I Mostra de Práticas em Psicologia e Políticas Públicas da Bahia teve início na noite de ontem (10), no auditório da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), em Salvador. Com o tema a Atual conjuntura política e as inserções da Psicologia, a mesa de abertura foi mediada pela Conselheira Presidenta do CRP-03, Liliane Teles e teve a participação das psicólogas Isabel de Oliveira, professora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte e Patrícia Chaves, mestranda em Estudos Étnicos e Africanos. A atividade foi organizada pelo Crepop-BA, em parceria com o Grupo de Trabalho de Políticas Públicas do CRP-03, GTPP.

Patrícia Chaves citou acontecimentos como as mobilizações populares, eleições, redemocratização do país, o surgimento de movimentos sociais, crise política, entre outros. O avanço do conservadorismo no país também foi destacado: “Conseguimos perceber o crescimento do fascismo na sociedade com essas demonstrações de ódio em relação à raça, classe e gênero, mas graças a esses grupos, as mobilizações têm aumentado”, disse. Segundo a convidada, um dos maiores desafios é conquistar setores que possuem pouco envolvimento com essas lutas. “A Psicologia precisa ir pra rua. Estamos neste espaço falando sobre ética profissional e compromisso social, mas precisamos pensar também, como colaborar para a garantia dos direitos da população”, pontuou a psicóloga.

Em sua fala, Isabel de Oliveira trouxe para a discussão o momento de crise política, econômica e social em que o país se encontra e como esse cenário influencia o papel da/o profissional de Psicologia. A professora pontuou a necessidade de compreensão da atual conjuntura política e alertou que existem muitas/os profissionais com práticas racistas e rotuladoras: “Muitas/os psicólogas/os defendem a cura gay, o depoimento sem dano e a realização do exame criminológico”. Capitalismo, desigualdade social, e projeto ético e político da Psicologia foram outros assuntos abordados.

10 anos de Crepop

A realização da I Mostra deve-se também à comemoração dos 10 anos do Crepop. De acordo com técnica do Crepop-BA, Larissa Dantas, um dos objetivos da Mostra é possibilitar às/aos participantes, um espaço de construção coletiva: “Durante esses três dias discutiremos a prática e atuação profissional nas políticas públicas”. Pedro Valeijo, integrante do GTPP, destacou a atividade como um lugar de troca de experiências e saberes, além de reafirmar o compromisso da Psicologia, enquanto ciência e profissão, na luta contra a desigualdade social e defesa de direitos.

Compartilhe este conteúdo nas redes

Mais Posts

Brasil tem mais de 1,69 milhão de pessoas que se declaram indígenas

No ano de 1943 foi publicado o Decreto-Lei Nº 5.540, emitido pelo então Presidente da República Getúlio Vargas, que estabelecia […]

Conselho emite nota sobre campanhas de marketing acerca da não necessidade do atendimento psicoterapêutico

O Conselho Regional de Psicologia da Bahia (CRP-03), autarquia federal criada pela Lei 5.766 de 20 de dezembro de 1971, […]

CRP-03 realiza live sobre a Psicologia no CAPS e sua importância na Reforma Psiquiátrica

O Conselho Regional de Psicologia da Bahia (CRP-03), por meio da Comissão de Políticas Públicas (CPP), Comissão de Saúde e […]

Assine nossa news

Faça o seu cadastro agora e receba o boletim
eletrônico do CRP-03 em seu e-mail.

Pular para o conteúdo