/home/crp03/public_html/wp-content/themes/crp-03-2023/single.php

Data tem objetivo de erradicar essa prática no Brasil

Publicado em 28 janeiro de 2023 às 11:58

Data tem objetivo de erradicar essa prática no Brasil

Em 28 de janeiro de 2004, os auditores fiscais do Ministério do Trabalho, Erastóstenes de Almeida Gonçalves, João Batista Soares Lage e Nelson José da Silva e o motorista Ailton Pereira de Oliveira foram assassinados durante a fiscalização da prática de trabalho análogo à escravidão, em Minas Gerais. O episódio ficou conhecido como “Chacina de Unai” e deu origem ao Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo. Criada em 2009, a data que homenageia esses trabalhadores tem o objetivo de fortalecer a fiscalização dessa prática e erradicar o trabalho escravo no Brasil.

As características dos trabalhos análogos à escravidão são: condições degradantes de trabalho, jornada exaustiva, trabalho forçado e servidão por dívida. De acordo com o Ministério do Trabalho e Emprego, somente no ano de 2022, foram resgatadas 2.575 pessoas nesta situação, tornando- se o maior número desde 2013. O mesmo relatório apontou que das/os pessoas encontradas, 92% eram homens, na maioria nascidos na região Nordeste. Além disso, do total, 83% se autodeclararam negras/os, 15% brancas/os e 2% indígenas.

Apesar de boa parte das pessoas serem encontradas em atividades relacionadas à agricultura, produção de carvão vegetal e na construção civil, a Subsecretaria de Inspeção do Trabalho (SIT) tem registrado diversos casos de trabalho escravo doméstico. As mulheres negras correspondem a 60% destas situações, deixando ainda mais evidente o racismo estrutural, demarcando desigualdades históricas.

Neste sentido, é fundamental que a sociedade esteja atenta e denuncie os casos suspeitos no link: https://ipe.sit.trabalho.gov.br/index.html#!/

Compartilhe este conteúdo nas redes

Mais Posts

Brasil tem mais de 1,69 milhão de pessoas que se declaram indígenas

No ano de 1943 foi publicado o Decreto-Lei Nº 5.540, emitido pelo então Presidente da República Getúlio Vargas, que estabelecia […]

Conselho emite nota sobre campanhas de marketing acerca da não necessidade do atendimento psicoterapêutico

O Conselho Regional de Psicologia da Bahia (CRP-03), autarquia federal criada pela Lei 5.766 de 20 de dezembro de 1971, […]

CRP-03 realiza live sobre a Psicologia no CAPS e sua importância na Reforma Psiquiátrica

O Conselho Regional de Psicologia da Bahia (CRP-03), por meio da Comissão de Políticas Públicas (CPP), Comissão de Saúde e […]

Assine nossa news

Faça o seu cadastro agora e receba o boletim
eletrônico do CRP-03 em seu e-mail.

Pular para o conteúdo